"Matrix" Divina

Matrix Divina

"The Matrix", filme revolucionário trazido às telas dos cinemas em 1999 pela genialidade dos irmãos Larry e Andy Wachowsky, ganhou duas sequências: "The Matrix Reloaded" e "The Matrix Revolutions", prometendo bater recordes de bilheteria em todo o mundo graças ao verdadeiro "cult" de milhões de fãs em torno do filme original.

Como bem avisou Morpheus, comandante da resistência humana contra as máquinas: Matrix está em toda parte! A partir daí começa o drama do "hacker" Neo, que descobre que seu mundo é uma ilusão e deve lutar para libertar a humanidade do jogo das máquinas. Até aí, nada de especial. Seria apenas mais um filme de ficção científica na mesma linha de "Star Treck" e "Star Wars", dois ícones do gênero no cinema, não fossem as declarações de alguns cientistas de renome, que acreditam que tudo à nossa volta é uma simulação de computador! (vide revista "Super Interessante", edição 188, de Maio/2003).

...

Desde a década de 80, o físico John Archibald Weeler, criador do termo buraco negro, defende esta tese. Ele acredita que cada átomo que existe no Universo se desloca no espaço, oscilando entre um número de estados possíveis e, desta forma, funciona como um processador. Assim, toda matéria existente, com suas formas e propriedades, seria composta de 'bits'. "Cada partícula, cada campo de força e até mesmo o espaço-tempo derivam suas funções, seu sentido e sua existência de escolhas binárias, de 'bits'. O que chamamos de realidade surge em última análise de questões como sim/não", afirmou Weeler em uma palestra feita em 1989. O Universo seria, na verdade, um enorme computador! Essa teoria deu origem à ciência da Física Digital.

Celulas do corpo humano!

Até mesmo o nosso corpo segue essa lógica. Constituído por cerca de 100 trilhões de células, dentro de cada qual existindo um núcleo com os 46 cromossomos (23 do pai, 23 da mãe), em cujo interior existem as moléculas de DNA, responsáveis pela armazenagem de informações hereditárias codificadas, é um produto muito mais sofisticado que qualquer computador.

Fantástico, não?! Seria, se não fosse verdade!!! Este filme veio despertar a consciência coletiva da nossa própria realidade existencial. Conceitos como REAL e VIRTUAL transcendem o domínio da matéria e invadem o campo espiritual. É a linha divisória entre MATÉRIA e ESPÍRITO; o tão sonhado casamento entre CIÊNCIA e RELIGIÃO.

Allan Kardec

A doutrina dos Espíritos, trazida à lume pelas mãos hábeis de Allan Kardec, na verdade, Hipolytte Léon Denizard Rivail, pedagogo francês do séc. XIX, com a publicação de "O Livro dos Espíritos" em 1857, já afirmava que a vida na Terra, com suas paixões, apegos e crenças, não passa de mera ilusão, estágio transitório, onde o Espírito vem, através de sucessivas reentradas (para usar uma símule com o filme, em que Neo e seus companheiros reentram na Matrix, mas que os espiritualistas chamam de reencarnações) para depurar-se ou testar-se nos conhecimentos e aptidões adquiridos no Mundo Espiritual - plano extra-físico, coexistente com o plano físico.

Assim como no filme, onde Neo e seus companheiros, representando o Bem, travam uma luta sem tréguas contra o Mal, devemos igualmente travar uma luta incessante contra o mal que existe dentro de nós, até atingirmos a perfeição - etapa final das existências corpóreas - passando a viver exclusivamente a Vida Espiritual (nossa verdadeira realidade!).

Matrix Divina

Outro momento mágico do filme Matrix ocorre quando Neo percebe sua transcendência, sua imortalidade, ao enfrentar o Agente Smith e seus comparsas na sequência final, sobrevivendo aos tiros que lhe atingiram, depois, desviando-se de outros e, finalmente, interagindo e alterando a realidade virtual, que podemos interpretar como a ascendência do Bem sobre o Mal, da Verdade sobre o Medo, do Eu Interior sobre a Realidade Exterior.

Podemos concluir, então, que os cientistas estão na pista certa para desvendar o grande segredo da Existência: que tudo o que existe, o Universo, a Vida, os Seres, segue leis precisas e imutáveis, na eternidade do Tempo, e na infinidade do Espaço, ditadas por uma Inteligência Suprema, DEUS, ou o nome que Lhe queiram dar. E parafraseando o enigmático personagem do filme, Morpheus: DEUS - a Matrix Divina, está em toda parte!

Universo - Nebulosas

Escrito por Denizar (Maio/2003).

Aproveite e acesse outros posts legais!

Sem feedback para esse post ainda